Planejamento financeiro: por onde começar?

Controlar fluxo de caixa, projetar cenários, desenvolver planos de ação. Tudo isso parece um bicho de sete cabeças para você? Precisamos então falar de planejamento financeiro, que provavelmente é a principal ferramenta para a sustentabilidade do seu negócio. É por meio de um planejamento eficaz que se torna possível avaliar criticamente o seu empreendimento, definindo objetivos e planos de ação. O planejamento financeiro é o pilar do desempenho e do desenvolvimento da sua empresa. Mas por onde começar?

Com o planejamento financeiro você consegue projetar as receitas e despesas da sua empresa. Ao realizá-lo, torna-se é possível conseguir a clareza necessária quanto ao que você pretende faturar, gastar, investir e lucrar, o que facilita muito na hora de decidir o melhor destino para investir seus recursos.

Mesmo com esta importância e todos benefícios que traz esta boa prática ainda é negligenciada por muitos empresários. Sem um planejamento bem estruturado não é possível tomar decisões assertivas, o que aumenta a possibilidade de não se fazer as melhores escolhas, tanto para sua empresa quanto para a equipe.

Não é de se estranhar o elevado número de empresas que encerram suas atividades ainda nos primeiros anos de existência. Isto acontece, quase sempre, por falta de planejamento financeiro. É fundamental que se tenha uma noção exata da situação da sua empresa – o tempo de mercado, os pontos positivos (e também aqueles que não o são), o tipo de produto e serviço que oferece, o público-alvo, que precisa ser bem definido, e os impactos do ambiente macroeconômico em seu negócio. Todos esses fatores precisam ser levando em conta no seu planejamento.

Para estabelecer um bom planejamento é importante ter um balanço patrimonial em dia, ou seja, a demonstração contábil que tem por finalidade apresentar a posição financeira e econômica da sua empresa, aferindo seus ativos e passivos. Não se esqueça de contar sempre, para isto, com o auxílio de um contador.

Tenha planilhas

Elabore planilhas que especifiquem tudo o que você pretende ganhar ao longo de um determinado período, planeje seu faturamento. Construa um plano de atividades que reflita quais suas fontes de receita, seu modelo de precificação, seus canais de contribuição etc.

E não se esqueça dos gastos ordinários, como manutenção, e leve em conta a necessidade de ter uma certa flexibilidade para fazer frente a ocorrências extraordinárias, como mudanças no contexto político e a possibilidade de crises financeiras, sazonalidades e questões ambientais que podem – e  vão, certamente – influenciar o seu desempenho financeiro.

Análise de recursos tecnológicos e de infraestrutura

Para crescer é necessário investir. Neste sentido, aquilo que soa como gastos  pode ser a ferramenta que faltava para poupar tempo e ampliar resultados, influenciando diretamente na produtividade do seu empreendimento. Para isto é necessário avaliar os recursos tecnológicos e de infraestrutura que podem agregar valor ao dia a dia do seu negócio.

Compare-se com seus concorrentes

É preciso estar sempre atento ao que foi implementado na sua empresa e acompanhar o que as empresas de seu segmento vêm fazendo. Quais foram seus resultados? Vale a pena caminhar na mesma direção?

Converse com seus clientes

Como anda a satisfação do seu público com o seu produto? É importante manter este diálogo para que, por meio de feedbacks constantes, utilizar as  informações a seu favor e, principalmente, melhorar a performance.

Como a ACMinas pode ajuda-lo?

O Departamento Econômico da ACMinas acompanha permanentemente a conjuntura econômica do Brasil e de Minas Gerais e oferece vários serviços, como índices atualizados, suporte em análises financeiras, custos e sistemas de amortização.

Conheça os principais serviços prestados pelo departamento:

  • Atualização monetária por meio dos principais índices do mercado, como os da inflação: IGP-DI, IGP-M, INCC, IPC (da Fundação Getúlio Vargas); INPC e IPCA, do  IBGE), além do IPC, da FIPE). Além, deles, os Índices financeiros: TR, POUPANÇA, SELIC, TJLP e FGTS.
  • Cálculos Financeiros: prestações, taxas de juros, prazos de financiamento – Sistemas de Amortização SAC e PRICE.
  • Cotações diárias: Dólar, Dólar Paralelo e Euro.
  • Dados estatísticos sobre a conjuntura econômica do Brasil e de Minas Gerais: PIB; Balança Comercial; Arrecadação Tributária, Dados Populacionais, Dívida Pública e Mercado de Trabalho (Emprego e Desemprego).
  • Artigos e estudos sobre a economia brasileira e mineira.
    E, só a propósito: você já está com o planejamento de 2020 em dia?

 

 

COMPARTILHAR:

COMENTÁRIOS:

Deixe o seu comentário!