O que é gestão da inovação e por que devo implantar na minha empresa?

Hoje em dia, muito se fala sobre inovação. Inovar é uma necessidade sentida atualmente por qualquer empreendedor, especialmente pela enormidade de empresas trabalhando os mesmos produtos e serviços.

Inovar é uma obrigação de quem quer se manter no mercado e principalmente de quem pretende crescer num ambiente cada vez mais dinâmico e concorrido.

A maioria dos empreendedores acredita que inovar é simplesmente assimilar as novas práticas e metodologias de trabalho que estejam em maior evidência. Isso é uma infeliz miopia quanto ao empreendedorismo. A verdadeira inovação pode ser inspirada em cases de sucesso existentes, mas é melhor que seja inventiva e complementada pelas necessidades e possibilidades do seu negócio.

Como todo processo de trabalho a que se dá devida importância, a inovação também precisa de gestão. E é por isso que você deve implementar a gestão da inovação na sua empresa como uma parte orgânica do seu trabalho cotidiano.

Aplicando a inovação passo a passo: envolva todo mundo!

Comunique a intenção de inovar e expresse enfaticamente a vontade de ter cada pessoa da empresa envolvida nessa nova incursão. Crie uma plataforma interativa para todos contribuírem com suas ideias e soluções. Essa interação e organização torna possível entender as pautas dos locais mais carentes de inovação no seu trabalho e permite controlar os avanços de cada ideia ou ação.

Ferramentas como o Connecteam, que indicamos aqui nesse texto sobre ferramentas de trabalho, podem ajudar a equipe.

Gestão da inovação: trabalho em equipe

Planeje e trabalhe as áreas mais carentes primeiro

Essa etapa deve ser bem acompanhada pelos líderes da empresa. Se a empresa tiver na equipe um profissional dedicado exclusivamente à inovação, o que é bastante vantajoso, ele deve liderar este processo.

É preciso examinar a fundo todos os processos e culturas já estabelecidos na empresa, estudá-los e revê-los minuciosamente até encontrar os pontos aonde a inovação seria mais bem-vinda.

Outro trabalho de observação, catalogação e análise muito importante é o de entender o que está faltando no mercado. Que demanda aberta pode ser suprida por você e pela sua empresa? Aí tem o início. O que de novo você quer oferecer e como pode fazê-lo.

Planeje a inovação levando-a a sério

Como dissemos, todo mundo quer e sente a necessidade de inovar, mas poucas pessoas o fazem. Na maioria das vezes, a inovação não passa do discurso da intenção. Se a inovação for apenas uma intenção informal e não for tratada como uma real e importante tarefa, ela ficará sempre relegada na escalada de prioridades.

Por esse motivo você deve ter a inovação como uma demanda importante na empresa, estabelecendo metas, prazos e disponibilizando tempo para colocá-la em prática. Conceda tempo aos colaboradores exclusivamente para trabalharem em ideias inovadoras.

Você pode fazer como o Google, que separa 20% do tempo de trabalho diário de seus colaboradores para trabalharem em projetos pessoais e criativos. Ou melhor, se você confiar muito na responsabilidade de divisão de tempo da equipe, deixe-os livres para trabalharem o quanto e quando quiserem na demanda de inovação.

Ajude as ideias a fluir

Para ajudar as ideias a fluir, você pode conferir este texto que mostra como estimular a sua criatividade e a de seus companheiros de trabalho. Mas para resumir, várias coisas podem ser muito produtivas, como reuniões de brainstorm, cursos e treinamentos com conhecimentos novos e mudanças no ambiente, entre outras.

Filtre as boas ideias e coloque-as para funcionar

A grande recompensa de todo este trabalho é ter grandes ideias para colocar em prática, certo? Avalie todos os pensamentos e novidades apresentadas e comece a desenvolver os planos para implementação de cada uma delas.

E não hesite em investir na capacitação de todos os profissionais que vão lidar com as novidades, ainda que eles não sejam imediatamente afetados por elas. É muito importante fazer o grupo se sentir parte desse todo que cria e funciona.

Os colaboradores se sentirão recompensados ao verem suas ideias fluindo e mudando a forma de ser da empresa. Isso tudo, é claro, além do custo reduzido de utilizar ideias formadas no próprio celeiro. Boa sorte e até logo!

COMPARTILHAR:

COMENTÁRIOS:

Deixe o seu comentário!